Crescendo como um Jackson: As vidas de Prince, Paris e Bigi

O Rei do Pop tem três filhos: Prince, Paris e Bigi (Blanket) Jackson. Os três passaram por muita coisa na vida, mas conseguiram permanecer longe dos holofotes. Os irmãos tiveram uma infância maravilhosa crescendo no rancho Neverland. Eram felizes, amados, cuidados e protegidos; até que Michael Jackson de repente faleceu em 25 de junho de 2009, deixando três filhos sem pai.

Michael Jackson no clipe de “Thriller”
Foto de Optimus Prods / Kobal / Shutterstock

Paris e Prince aceitaram prêmios em nome do pai, mas conseguiram ficar fora do radar da mídia por alguns anos. Eles foram para a escola e tentaram levar uma vida relativamente normal. Bom, tão normal quanto possível sem o pai deles. Mas agora as crianças cresceram. Elas estão modelando, atuando, se formando, e tem até um canal do YouTube sendo lançado por esses talentos!

Veja como foi a vida crescendo como um Jackson e o que estas crianças extraordinárias andam fazendo agora.

Debbie Rowe fez dele um pai

Michael Jackson passou dois anos de sua vida casado com Lisa Marie Presley. Porém, Presley se recusava a ter filhos e o casal se divorciou em 1996. Michael Jackson estava preocupado com o fato de que nunca pudesse ter filhos. Ele só queria uma família. Felizmente, uma hora ele conseguiu fazer isso acontecer.

Michael Jackson e Debbie Rowe
Fonte: Twitter

No dia 14 de novembro de 1996, Jackson se casou com sua segunda mulher, Debbie Row. O Rei do Pop conheceu Debbie quando ela trabalhava como assistente numa clínica de dermatologia – ela tratava seu vitiligo. Infelizmente, o relacionamento não durou muito. Dois anos depois de trocarem votos, o casal se separou. Mas antes de o casamento acabar, eles tiveram dois filhos juntos.

O nascimento de Prince

O primeiro filho de Michael Jackson e Debbie Rowe recebeu o nome de Michael Joseph Jackson Jr. Ele foi recebido no mundo no Cedars-Sinai Medical Center em Los Angeles, em 13 de fevereiro de 1997. Não demorou muito para o casal aparecer com um apelido perfeito para o filho: Prince. Considerando que seu pai é o Rei do Pop, o nome parece apropriado (“Prince” quer dizer “príncipe” em inglês).

Michael Joseph Jackson Jr
Michael Joseph Jackson Jr. Foto de Broadimage / Shutterstock

Mas Jackson e Debbie não eram um casal convencional. O casamento dos dois tinha mais a ver com dar filhos (e, portanto, uma família) ao cantor e menos com amor verdadeiro. Não muito tempo depois de Prince ter nascido, Debbie estava com uma amiga e Jackson trouxe a criança para a casa dele no rancho Neverland.

Fofo demais

Talvez você já saiba que Michael Jackson agia como uma criança às vezes. Aparentemente, ele sentiu que sua infância tinha sido tirada dele, então passava seu tempo como adulto tentando compensar esse tempo perdido. É por isso que, quando ele teve filhos, ele amava brincar de se fantasiar com eles. Ele os fantasiava para fazer sessões de fotos nos anos 90. Prince era fofo demais com seus olhos grandes e castanhos e aquela gravata borboleta.

Prince Jackson com um pirulito azul e uma gravata borboleta que combina com sua bermuda
Prince Jackson. Fonte: Twitter

Prince revelou que tem memórias felizes em Neverland. Ele também disse que Michael era um ótimo pai, que queria dar aos seus filhos a infância que nunca teve. Em várias ocasiões, Prince admitiu que ele sente falta de seu pai e pensa nele todos os dias.

Dando as boas-vindas a Paris Jackson

Em novembro de 1997, Debbie Rowe anunciou que estava grávida de seu segundo filho. A linda Paris Michael Katherine Jackson nasceu em 3 de abril de 1998. A bebê adorável de olhos azuis teve o nome do meio, Katherine, em homenagem à sua avó, a mãe de Michael. Ela claramente herdou alguns genes incríveis. A menina foi batizada como Paris em homenagem à cidade onde supostamente foi concebida.

Paris Jackson se apresentando no show “Michael Forever” em 2011
Paris Jackson no show “Michael Forever”. Foto de Alan Davidson / Shutterstock

Do mesmo jeito que fez com seu filho Prince, Michael levou Paris para morar no rancho Neverland logo depois de ela ter nascido. O rancho foi o lar de infância das crianças. Apesar de ser tão não-convencional, esse parece ser o sonho de qualquer criança. Neverland era um rancho cheio de diversão: tinha um parque repleto de brinquedos e um zoológico particular.

Garota de sorte

Paris e Prince tiveram uma ótima infância crescendo no famoso rancho Neverland de seu pai. Depois que Jackson comprou o rancho em 1988, ele transformou o lugar num parque de diversões. Além de ter um zoológico real e um carrossel, o rancho também tinha uma montanha-russa. Parece um sonho! Felizmente, as crianças não têm medo de altura.

Paris Jackson num vestido floral andando no carrossel
Fonte: Twitter

Como você deve ter imaginado, as crianças amavam brincar nesse lugar que parecia ter saído de um conto de fadas. Nessa foto encantadora, é possível ver Paris dando uma volta no carrossel em seu vestido colorido. Ela provavelmente brincava no carrossel o tempo todo. E quem pode julgá-la? Se eu tivesse brinquedos desses no meu quintal, eu nunca ia sair de casa.

Vestida para impressionar

Michael Jackson é conhecido por várias coisas. Mas uma coisa que realmente o tornou famoso são seus visuais exuberantes. O cantor não se descuidava quando o assunto era o estilo dos filhos. Essas crianças descoladas estavam sempre vestidas para impressionar. Nessa foto, é possível ver os irmãos muito elegantes, posando numa moto.

Paris e Prince numa moto
Fonte: Twitter

O astro do pop sempre vestia sua filha com roupas fofas e femininas. Quando era bebê, Paris usava vestidos clássicos, sapatos Mary-Jane e várias fitas lindas. Agora ela é modelo, como parece que estava destinada a ser desde a infância. Prince frequentemente se vestia com calça e camisa. Ele adotava esse estilo e levou isso para a vida adulta também.

O bebê Blanket

Em 21 de fevereiro de 2002, nasceu o terceiro filho de Michael Jackson, Prince Michael Jackson II. Para seu terceiro filho, Michael usou uma barriga de aluguel cuja identidade não era conhecida nem por ele mesmo. Jackson causou um frisson na mídia quando deu ao filho o apelido de Blanket (“edredom”, em inglês). O argumento dele foi: “Um edredom é uma bênção. É uma maneira de mostrar amor e carinho.”

Michael Jackson na sacada num quarto de hotel
Foto de Mark Large / Associated Newspapers / Shutterstock

Blanket teve uma entrada muito dramática no mundo. Além de seu nome controverso, houve o conhecido momento em que Michael segurou seu bebê recém-nascido do lado de fora de um hotel em Berlim. Os fotógrafos tiraram uma fota de Michael segurando com desleixo o filho fora de uma janela, no estilo Rei Leão. Caramba! Michael mais tarde comentou sobre isso, dizendo que ele foi levado pela emoção.

A lenda de Peter Pan

Como você já pode ter imaginado, Peter Pan é uma história muito importante na vida de Michael Jackson. Quer dizer, ele colocou no rancho o nome de Neverland, o lugar fantástico na história de Peter Pan onde as crianças continuam jovens para sempre. Faz muito sentido que os filhos dele tenham gostado do conto de fadas também.

Prince, Paris e Blanket vestidos com fantasias caseiras de Peter Pan
Fonte: Twitter

Nesta foto encantadora, é possível ver Prince, Paris e Blanket brincando de se fantasiar com fantasias caseiras da história de um menino que nunca cresceu. Desde que Michael começou a se apresentar ainda muito cedo, ele sentiu que não teve a experiência real de ser criança. É por isso que ele queria que seus filhos aproveitassem sua infância e a magia de ser uma criança por tanto tempo quanto fosse possível.

Protegendo os filhos

Como qualquer bom pai, Michael Jackson queria proteger os filhos dos paparazzi, tabloides e mídia. É claro que ele não podia mantê-los trancados, mas ele ainda tentava escudar as crianças quando eles saíam de casa. Nas fotos de infância dos filhos Jackson, eles estão frequentemente usando máscaras elaboradas, fantasias de carnaval ou alguma coisa que cobrisse seus rostos.

Michael Jackson saindo com Paris e Prince com seus rostos cobertos
Fonte: Twitter

As máscaras eram obviamente para esconder as crianças. Ele não queria que elas fossem bombardeadas por causa de sua própria fama. Porém, as máscaras deles costumavam ser semitransparentes, o que meio que acabava com o próprio sentido de usar máscaras. Isso não detia os paparazzi, que tiravam fotos deles, mas talvez seja a intenção que conta.

Conhecendo as pessoas certas

Michael Jackson era obviamente um astro gigante. É por isso que não é surpresa que os filhos Jackson cresceram com celebridades. Muitas pessoas ricas e famosas vinham visitar o rancho Neverland. Aqui, é possível ver Paris num desfile de moda com Gigi Hadid mais recentemente. Mohammed Hadid ia ao rancho visitar os filhos dele quando eles eram mais novos.

Paris Jackson e Gigi Hadid sentados na primeira fileira na Fashion Week em 2018
Paris Jackson e Gigi Hadid. Foto de Swan Gallet / WWD / Shutterstock

As irmãs Gigi e Bella Hadid ainda são amigas íntimas de Paris Jackson. Os filhos Jackson não foram para a escola (faziam as aulas em casa, como é comum nos EUA) até o falecimento do pai. Já que eles não tinham como socializar com outras crianças de maneira convencional – na escola – essas oportunidades sociais eram muito importantes para eles.

Fato curioso: Macaulay Culkin e Elizabeth Taylor são os padrinhos de Prince e Paris.

Tentando ser normais

Já que Jackson frequentemente cobria os rostos dos filhos em público, eles eram frequentemente fotografados usando máscaras. Você pode correr, mas não pode se esconder dos paparazzi. Em alguns momentos ocasionais, fotos dos filhos vinham à tona, com eles não usando máscaras. Certamente o cantor não esperava encontrar fotógrafos nos dias em que essas fotos foram tiradas.

Michael Jackson com Prince e Paris
Fonte: Twitter

Parece que eles estão casualmente andando por aí como uma família normal, o que é exatamente o que Michael queria. É triste olhar para essa foto, sabendo que foi provavelmente um dos últimos momentos que as crianças tiveram saindo com o pai antes de ele falecer tão jovem, aos 50 anos. Pelo menos eles tiveram uma infância cheia de memórias para guardar.

Morre o Rei do Pop

Michael Jackson morreu de uma overdose acidental de medicamentos prescritos na sua casa na rua North Carolwood em Holmby Hills, bairro de Los Angeles. O mundo perdeu um ícone musical em 25 de junho de 2009, mas estes filhos perderam seu pai. Naquele período, o cantor estava feliz, bem de saúde e se preparando para um show no Stables Center.

Michael Jackson se apresentando em 1996
Foto de JM International / Shutterstock

Então, quando as notícias sobre a morte da lenda da música chegaram, o mundo ficou completamente em choque. Compreensivelmente, as crianças ficaram no radar da mídia, por isso não eram vistas publicamente durante esses tempos difíceis. Elas ficaram fora de tudo que remetesse à imprensa, em casa com a família para confortá-los. Eles eram tão jovens na época, e isso é muita coisa para qualquer pessoa digerir.

Superando uma tragédia familiar

A morte de Michael Jackson foi tão repentina e devastadora para a família como para o mundo inteiro. Depois da morte do filho dela, a mãe de Michael, Katherine Jackson, entrou em cena e tomou conta de Prince, Paris e Blanket. O sobrinho de Jackson de 40 anos e cotutor dos filhos, TJ Jackson, também ajudou durante esse tempo.

Michael Jackson com sua mãe, Katherine Jackson, em 1974
Michael Jackson e Katherine Jackson e, 1974. Foto de Globe Photos / mediapunch / Shutterstock

Felizmente, as crianças tiveram sua avó Katherine e suas tias, tios e primos, todos muito próximos deles para apoiá-los. Eles ainda tinham vários desafios pela frente, como se adaptar a viver num mundo sem seu pai, um pai que os amava, apoiava e estava lá para o que eles precisassem desde o momento em que haviam nascido.

Serviço fúnebre no Staples Center

No dia 7 de julho de 2009, um serviço fúnebre aconteceu em memória do Rei do Pop no Staples Center, em Los Angeles, California, doze dias após sua morte. Esse foi o primeiro momento real em que o mundo viu os filhos do Rei do Pop. As crianças eram muito jovens na época e as pessoas podiam sentir a tristeza deles.

Brooke Sheilds, Janet Jackson, Prince Michael Jackson II, La Toya Jackson, Prince Michael Jackson I, e Paris Jackson no Staples Center para o serviço fúnebre de Michael.
Brooke Sheilds, Janet Jackson, Prince Michael Jackson II, La Toya Jackson, Prince Michael Jackson I, e Paris Jackson no Staples Center para o serviço fúnebre de Michael. Fonte: Shutterstock

Paris tinha apenas 11 anos – e quando ela subiu ao palco para falar, não houve um par de olhos sequer que continuassem secos no lugar. A única filha de Jackson disse que o desde que nasceu, seu “papai” foi o melhor pai que ela poderia imaginar, e complementou falando que o amava muito. Só de ler essas palavras, temos arrepios.

Melhorando a cada dia

Os filhos não tiveram opção além de se adaptar à sua nova vida e ao novo normal. Em 2011, a tia Latoya Jackson disse: “As crianças estão bem. Michael colocava máscaras neles para protegê-las e mantê-las seguras de todos que quisessem machucá-las. Ele se foi. A primeira coisa que minha mãe fez foi dizer a eles, ‘Hoje estamos tirando as máscaras de vocês. Hoje as máscaras vão ser removidas.’”

Michael Joseph Jackson Jr, Paris Jackson e Prince Michael Jackson II.
Michael Joseph Jackson Jr, Paris Jackson e Prince Michael Jackson II. Foto de David Fisher / Shutterstock

Mais tarde, Katherine transferiu as crianças para uma comunidade fechada perto de Calabasas. Foi quando Prince, Paris e Blanket começaram a frequentar uma escola pública regular. Isso deu a eles a chance de socializar com outras crianças em vez de aprender as lições em casa. O fato de terem se distraído e focado na escola os ajudou a superar sua perda.

Prêmio de Contribuição em Vida

Uma das primeiras vezes que os filhos de Michael Jackson foram vistos num evento chique de celebridades foi em 2010. Prince e Paris estiveram nos Grammys para receber o Prêmio de Contribuição em Vida em nome de seu pai.

La Toya Jackson e Stefano Cecchi segurando o Prêmio de Contribuição em Vida concedido a Michael Jackson em abril de 2010
La Toya Jackson e Stefano Cecchi aceitando o Prêmio de Contribuição em Vida concedido a Michael. Foto de Jimmy McGrath / Shutterstock

Os irmãos subiram no palco e orgulhosamente aceitaram o prêmio que foi apresentado a eles pelo cantor Lionel Ritchie. Não se preocupe com Blanket; ele não ficou de fora. O Jackson caçula foi ao evento, mas como tinha oito anos de idade, ficou no seu assento brincando com um brinquedo. Ele era jovem demais para subir no palco mas ainda estava ali para apoiar seu pai.

Os sonhos de Prince

Prince Jackson tem o gene da arte de seu pai e tentou trilhar seu próprio caminho na indústria do entretenimento. Em 2013, ele finalmente apareceu na TV aos 16 anos, como um correspondente convidado no Entertainment Tonight. Prince se divertiu e quis buscar uma carreira no “show business”.

Prince Jackson no Entertainment Tonight
Fonte: Twitter

O Jackson mais velho expressou seu interesse em se envolver nesse segmento. Ele pode não ser um cantor como seu pai, mas é um artista; ele só prefere fazer sua arte nas telinhas em vez do palco. Prince está disposto a trabalhar duro para atingir seus objetivos, dizendo, “Quero me tornar um exímio produtor, diretor, roteirista e ator.”

Primeira aparição como ator na temporada final de 90210

Além de aparecer no Entertainment Tonight, 2013 também foi o ano em que Prince Jackson fez sua primeira aparição como ator. Ele integrou o elenco de um episódio do programa adolescente 90210. Prince teve a oportunidade de atuar junto com a equipe principal na temporada final da série, onde interpretou um fã assíduo de shows que cai do palco e se machuca.

Prince Jackson em 90210
Fonte: Flickr

Mesmo que sua aparição tenha sido como um figurante, o aspirante a ator de 16 anos pôde dizer suas primeiras falas com Jessica Stroup, a atriz que interpretava Silver na série. Nada mau para um novato. Foi uma boa maneira da estrela em ascensão colocar os pés para dentro de Hollywood (e certamente o sobrenome dele não vai atrapalhar isso).

Um homem de negócios

Como já falamos, Prince Jackson tinha sonhos de se tornar um produtor popular, mas isso não significa que ele não valorize a educação. Prince estava determinado a estudar para guarnecer seu sucesso. Na verdade, ele se matriculou na Universidade Loyola Marymount em Los Angeles. Muitos outros rostos famosos já passaram pela universidade, incluindo Alyssa Milano e Paris Hilton.

Prince Jackson em 2019
Foto de AFF-USA / Shutterstock

Prince originalmente queria cursar algo relacionado a artes cênicas e cinema, mas no fim acabou escolhendo administração. Foi uma jogada certa, porque Prince ainda pode trabalhar no entretenimento. Homens de negócio inteligentes são sempre necessários para fazer a indústria do cinema girar. Ele se formou com honras e está realmente crescendo e servindo de exemplo para seus irmãos mais novos.

O canal de Prince e Bigi no YouTube

Depois de se formar na faculdade, Prince, aos 22 anos, fez um anúncio. Ele revelou que ele e seu irmão Blanket (que agora se chama Bigi) estão fazendo seu próprio canal no YouTube, onde os irmãos farão críticas de cinema. Eles lançaram o canal fazendo a crítica do sucesso “Vingadores: Ultimato”.

Prince e seu irmão fazendo a crítica de Vingadores: Ultimato
Fonte: YouTube

Price tirou um print de um vídeo no Instagram e escreveu, “Estamos empolgados em comunicar o canal de crítica de cinema que estamos começando. Vocês já podem ver o primeiro vídeo da gente no meu canal no YouTube (link na bio).” Os irmãos continuaram postando vídeos, então, se você quer conhecer os meninos Jackson um pouco mais, veja o canal no YouTube deles.

Um bom irmão mais velho

Prince provou que ele está levando o papel do seu imrão mais velho a sério quando escolheu fazer vídeos com Bigi. Ele sempre parece extremamente dedicado à sua família. É possível ver o grande sorriso em seu rosto quando ele posa para fotos com seus irmãos. Aparentemente, desde a morte de seu pai, ele quer que Paris e Bigi saibam que ele sempre estará lá para o que eles precisarem.

Paris Jackson, Prince Jackson e Bigi Jackson no serviço fúnebre de Michael Jacksons
Fonte: Shutterstock

Bigi é conhecido por ser quieto e passar uma grande parte da sua juventude evitando chamar atenção para si. É por isso que é inspirador ver o irmão mais velho dele o encorajando a sair da toca. Nos vídeos deles no YouTube, é possível ver os dois irmãos fazendo palhaçada e conversando sobre quadrinhos e pizza. Não há dúvida que Prince é uma influência maravilhosa sobre Bigi.

Prontos para a Motown

Prince e Paris Jackson estiveram no tapete vermelho juntos em 2019 para o evento que celebrou os 60 anos da Motown na Fundação Ryan Gordy, em Waldorf Astoria, Beverly Hills. Os irmãos Jackson até fizeram um discurso juntos, mas Prince não foi a única companhia de Paris. Gabriel Glenn, músico e namorado de Paris, também apareceu no evento com os Jackson.

Paris e Prince Jackson na comemoração dos 60 anos da Motown
Foto de Earl Gibson III / Shutterstock

Porém, ninguém pode substituir seu irmão. Eles frequentemente publicam fotos juntos e têm uma boa relação. Só podemos imaginar que a criação peculiar deles e a morte do seu pai os deixou cada vez mais próximos. Paris e Prince têm um ao outro para se apoiar e, afinal de contas, esse é todo o apoio de que precisam.

Superando dificuldades

Quando o pai dela morreu repentinamente, Paris tinha 11 anos e ficou completamente traumatizada. A morte veio como um choque para Paris, e ela falou sobre isso quando virou adulta. Ela explicou o quão difícil foi para ela superar a ausência do pai em sua vida. Durante uma entrevista à Rolling Stone, a modelo revelou que ela sentia como se não tivesse feito as coisas certo e teve que combater um ódio que nutria contra si mesma.

Paris Jackson na festa do Oscar da Vanity Fair em fevereiro de 2020
Foto de Chelsea Lauren / WWD / Shutterstock

Foi um tempo difícil para a menina. Felizmente, ela teve amigos e familiares que deram a ela todo o apoio de que precisava ao longo do tortuoso caminho. Com a ajuda das pessoas que amava, Paris foi capaz de superar as dificuldades que enfrentou. Agora, ela está feliz com seus relacionamentos e com sua carreira.

Uma mudança necessária

Durante seus anos problemáticos, a família quis pôr Paris numa posição melhor para realmente ajudá-la. Eles acabaram decidindo que a alternativa era que Paris fosse para uma escola terapêutica em Utah por dois anos do Ensino Médio da menina. A escola acabou sendo muito boa para ela. Foi uma mudança necessária.

Paris Jackson em 2012
Foto de Matt Baron / BEI / Shutterstock

Em 2015, Paris se formou na faculdade. A filha do meio Jackson chegou a se matricular numa faculdade comunitária, mas mudou de ideia depois. Ela queria focar em sua carreira e começar a trabalhar. A aspirante a modelo fez a escolha certa. Não demorou muito até que ela chamasse a atenção de agências de modelos e designers de moda do mundo todo.

Uma carreira de modelo começa

É óbvio que Paris herdou um visual maravilhoso. Ela tem um jeito naturalmente elegante de se portar e olhos incrivelmente penetrantes. Qualquer pessoa teria muita sorte em ter toda essa beleza como modelo para seus projetos, e em 2017 a agência que a contratou foi a XXX Models. Paris rapidamente foi trazida a um mundo glamuroso de sessões de fotos, “fashion weeks” e passarelas.

Paris Jackson em 2018
Foto de John Salangsang / Shutterstock

A estrela usava seu talento e beleza para fazer seu nome. Paris começou a sentir o sucesso de seu trabalho duro quando fez a capa da edição de julho da Vogue australiana. Agora, a modelo impressionante é convidada para tapetes vermelhos no mundo todo. Ela merece!

Uma modelo a ser seguida

Quando Paris apareceu na Vogue Austrália, a beldade de olhos azuis teve a chance discutir seus sonhos e objetivos, dizendo: “Eu realmente quero deixar um legado positivo no mundo da moda, principalmente no que diz respeito à mídia e os padrões estereotípicos de beleza que estão em todas as revistas que você vê por aí.”

Paris Jackson num desfile de moda
Foto de Chelsea Lauren / WWD / Shutterstock

É sempre maravilhoso ver aspirantes a estrelas usando o espaço que têm de maneira positiva, não é mesmo? Paris continuou, dizendo à revista que quer ser uma boa influência e um exemplo a ser seguido, declando, “Eu já tenho tantas garotas jovens se inspirando em mim e quero ser algo que os pais delas gostem de saber que é a inspiração delas.”

The Soundflowers

Paris está claramente galgando cada vez mais sucesso como modelo, mas isso não é tudo. A talentosa Jackson tem a música em seu DNA! Paris deixa as pessoas verem suas habilidades musicais quando se apresenta com sua banda The Soundflowers, junto com seu namorado de uma vida toda, Gabriel Glenn. Paris toca violão, e não surpreendentemente também canta.

Paris Jackson e Gabriel Glenn se apresentando juntos como o duo The Soundflowers
Foto de Chelsea Lauren / Shutterstock

The Soundflowers é uma banda de folk com inspiração hippie. No outono de 2019, Paris e a banda tocaram em vários shows no que chamaram de The Full Moon Tour, ao longo de toda a Pacific Coast Highway. Paris realmente mantém o estilo hippie na banda, frequentemente se apresentando descalça e com calças boca-de-sino. Ela tem sorte de ter a música em si, porque é uma parte de seu pai que nunca vai deixá-la.

Amante de tatuagens

Assim que ela atingiu a idade mínima para legalmente fazer uma tatuagem, Paris começou a fazer várias. Atualmente, ela tem pelo menos 16. A menina simplesmente ama tinta e é uma grande fã de tatuagens de animais. Ela basicamente tem um zoológico inteiro em seu corpo com animais, incluindo um pássaro, uma cobra, um veado, um elefante, um bode, um coelho, um lobo, um pavão e um macaco. Ela também tem um coração e um olho tatuados.

Paris Jackson em 2019 mostrando suas tatuagens
Foto de Chelsea Lauren / Shutterstock

Paris também tem duas tatuagens dedicadas a Bigi, seu irmão mais novo. Em setembro de 2016, Paris agendou uma sessão de tatuagem em que gravou a inicial “B” com tinta branca e a nave espacial Millennium Falcon dos filmes Star Wars com tinta preta.

Comemoração do aniversário de 60 anos do pai

Mesmo que Michael Jackson tenha falecido mais de uma década atrás, seus filhos o homenageiam todos os dias. Só porque ele não está vivo para seu aniversário de 60 anos, não quer dizer que seus filhos não celebrá-lo. Em 2018, Prince e Paris aceitaram o Prêmio Elizabeth Taylor de Legado em nome de seu pai pelo seu trabalho humanitário com a Elizabeth Taylor Aids Foundation. Que jeito de celebrar o aniversário de uma lenda!

Paris Jackson e Michael Joseph Jackson Jr na comemoração do aniversário de 60 anos de Michael Jackson
Foto de Broadimage / Shutterstock

Os dois decidiram usar roupas brilhantes e icônicas na festa, que aconteceu em Mandalay Bay, em Los Angeles. O “look” ainda trazia tênis feitos sob medida com Tribute (“tributo” ou “homenagem”, em inglês) estampado na sola. É o único jeito de celebrar a vida icônica do pai deles.

Paris vai para Paris

Em janeiro de 2020, Paris foi para a Paris Fashion Week, onde fez sua primeira aparição numa passarela de “fashion week”. A modelo desfilou pela coleção de primavera/verão 2020 da Paul Gaultier Haute Couture. Paris pintou por lá na hora certa porque esse foi o último desfile do designer de moda. A modelo fez um trabalho impressionante naquela ocasião.

Paris Jackson na passarela, janeiro de 2020
Foto de Swan Gallet / WWD / Shutterstock

A dinâmica da coleção estava coalhada de cores vibrantes, o que é bem a praia de Paris. Os acessórios boêmios e desenhos entusiásticos combinaram muito bem com o estilo dela. Muitas celebridades apareceram por lá, desde Dita Von Teese até as amigas de infância de Paris, Gigi e Bella Hadid. Paris estava confortável com as roupas e arrasou na passarela.

Mark Lester

Os amigos de Michael Jackson, especificamente Mark Lester (do filme Oliver!), foram responsáveis por alimentar os rumores e alegações de que Michael não era o pai verdadeiro de seus filhos. Lester alegou que o Rei do Pop lhe pediu para ser um doador de esperma. Aparentemente, já que Lester tinha quatro filhos, Michael estava convencido de que o amigo era fértil.

Mark Lester com Lorraine Kelly no programa de TV “Lorraine” com a tela atrás dele mostrando uma grande fotografia de Michael Jackson
Foto de Steve Meddle / ITV / Shutterstock

“Primeiro eu pensei que ele estava bricando,” explicou Lester. No “This Morning”, perguntaram a ele qual das crianças tinha realmente seu DNA, ao que Lester respondeu: “Independentemente de quem o pai biológico é ou sei lá o quê, Michael criou essas crianças como seus filhos.” Então, basicamente, com DNA ou não, todos os três filhos são de Michael Jackson. Afinal de contas, genes não importam; amor, sim.

O filho favorito

Toda criança gosta de pensar que é o filho favorito de seus pais, e Paris Jackson não é diferente. No que diz respeito ao seu pai, Paris Jackson acredita que ela era sua favorita. Não estamos tentando criar nenhum atrito entre irmãos aqui, mas Paris está convencida de que ela era o orgulho e alegria do papai. É possível acreditar que Jackson tenha tido um fraco por sua única filha, mas dá para ver que ele amava todos os três filhos.

Paris Jackson na festa Dior Sauvage em 2018
Foto de Chelsea Lauren / WWD / Shutterstock

Porém, ser a única menina tem suas vantagens. Paris era tratada como uma rainha. Eles tinham uma conexão especial e Michael sempre tentava mantê-la segura e protegida. Ela disse que ele a mimava muito, e que depois que ele faleceu, foi difícil aprender que o mundo não girava em torno dela.

Bigi Jackson

Como você pode imaginar, Blanket sofreu muito “bullying” na época de escola por causa de seu nome excêntrico. É por isso que em 2015 ele decidiu mudar seu nome para Bigi. O nome tem origem alemã e significa “sensível, inspirador e idealista”. Parece bem apropriado para o tímido Jackson caçula.

Bigi Jackson com Paris atrás dele
Foto de Willi Schneider / Shutterstock

Fontes próximas à família contaram à revista People que Bigi é, na verdade, muito “tímido perto de pessoas que ele não conhece.” Porém, esse rapazinho está numa escola privada em Los Angeles agora, onde ele se sente mais “confiante”. Ele tem boas notas, pratica esportes e sai com seus amigos. Parece que a mudança deu a ele um novo senso de confiança.

O pequeno Biggie está crescendo

Bigi tinha só nove anos quando perdeu seu pai. Logo depois, ele evitava os holofotes da mídia durante seus anos de adolescência. Ele vai para a escola, está no Ensino Médio, e apesar de ter nascido numa família extraordinária, tenta viver uma vida comum de adolescente. Ele ama quadrinhos e todo o universo das HQs.

Prince e Bigi Jackson (direita) em 2019
Prince e Bigi Jackson (direita). Foto de Christopher Polk / Shutterstock

Em fevereiro de 2020, o pequeno Bigi Jackson completou 18 anos de idade. Paris escreveu no Instagram, “Meu irmãozinho hoje se tornou legalmente um adulto. Antigamente eu trocava as fraldas dele. Isso é muito louco… Estou orgulhosa do jovem lindo, brilhante, sagaz, brincalhão e gentil que ele se tornou.” É realmente inspirador ver como os irmãos são íntimos e como continuam apoiando uns aos outros.